Jogos Conceptuais de Einstein [exercício criativo]

“Nunca tive nenhuma das minhas descobertas usando o processo do pensamento racional.” - Albert Einstein


Einstein colocava uma questão a si mesmo, deixando-se depois levar pela imaginação.


Um dos seus jogos conceptuais mais conhecidos foi um em que ele imaginou estar na superfície do Sol e, daí, partir num raio solar, à velocidade da luz e em linha recta, até chegar ao fim do Universo. Qual não foi o seu espanto quando, ao chegar ao seu destino, reparou que estava no início da sua viagem. Como era impossível (ninguém pode andar em linha recta e chegar ao local de onde partiu), ele apanhou outro raio de Sol imaginário e partiu de novo. Novamente, chegou ao local de onde tinha saído inicialmente.


Aos poucos, começou a perceber que a sua imaginação podia estar mais certa do que a sua razão e que se ao viajarmos para sempre em linha recta, voltamos continuamente à "casa de partida", então "para sempre" tem de significar que o universo será curvo e terá um limite. Foi assim que ele chegou a uma das suas mais importantes conclusões.


Einstein deixava-se levar pela imaginação, considerando todas as respostas - por mais estranhas e loucas que parecessem - possíveis, sendo que este é um bom exemplo da utilização do cérebro como um todo, onde é usado tanto o hemisfério esquerdo, como o direito.

Posts recentes

Ver tudo